15 ANOS: APLAUSO BRASIL INICIA SEU “BAILE DE DEBUTANTES”

0
875

SÃO PAULO – Para não cometer um “lugar comum” e dizer que “parece que foi ontem” prefiro colocar o carro na estrada com os faróis voltados para trás, conforme diria Nietzsche, e aplaudir o início desse baile de debutante que marca o décimo quinto ano em que o Aplauso Brasil nasceu.

A primeira coisa que o farol do tempo ilumina é a ousadia e perseverança que sempre norteou meu trabalho. Explico: Quando o portal de banda larga ao qual fui convidado a preparar um especial multimídia sobre 7 minutos, de Antônio Fagundes, dirigido por Bibi Ferreira, posteriormente marcou uma reunião para que apresentasse uma proposta de um programa mensal sobre peças de teatro, não me era imaginado que tal reunião selaria o início de um site completo da área, o primeiro diga-se de passagem. Quando comecei a trabalhar no  iG, o Leão Serva, então diretor de conteúdo do portal, solicitou que eu apresentasse uma proposta de um site de teatro que acabou sendo engavetada. Mas Leão mostrou à Bia Pereira, na época diretora da banda larga do portal, e na reunião me propuseram gerenciar um site multimídia de teatro. Surpreso, mas com a ousadia de sempre, aceitei e, pouco mais de dois meses e exaustivo trabalho, fizemos a festa de lançamento do site no dia 10 de outubro de 2002 que levou ao Uranos Bar cerca  de 1.500 pessoas.

Pina Bausch, Regina Advento, Bob Wilson, Zé Celso, Antunes Filho, Dea Loher, Rodrigo Pederneiras, Rodolfo García Vázquez, Ruth de Souza, Lucélia Santos, Danilo Santos de Miranda, Edwin Luisi, Miguel Falabella, Marília Pêra, Jacqueline Laurence, Cibele Forjaz, Leona Cavalli, Charles Möeller, Eva Wilma, Nicette Bruno, Paulo Autran, Marcio Aurélio, Ivam Cabral, Grace Gianoukas, Nathalia Timberg, Etty Fraser, Elias Andreato, Renato Borghi, Paulo Goulart, Laura Cardoso, Antônio Fagundes, Bruno Fagundes, Bibi Ferreira, Juca de Oliveira, Adriane Galisteu, Marcos Tumura, Claudia Raia, Jarbas Homem de Melo, Reynaldo Gianecchini, Maria Fernanda Cândido, Petrônio Gontijo, Maria Clara Gueiros, Ada Chaseliev, Totia Meirelles, Claudio Botelho, Sabrina Korgut, Fernanda Chama, Daniel Boaventura, Paula Cappovilla, Deborah Colker, Lenine, Moreno Veloso, Adriana Calcanhoto, Dan Stulbach, Ana Paula Arósio, Marieta Severo, Andréa Beltrão, Fernanda Torres, Aderbal Freire-Filho, Marco Nanini, Diogo Vilela, Gabriel Villela, Claudio Fontana, Thiago Lacerda, Ron Daniels, Barbara Paz, Débora Duboc, Ivan Parente, Jorge Takla, Marilia Gabriela, Teca Pereira, Wagner Moura, Leopoldo Pacheco, Marisa Orth, Caco Ciocler, Caio Blat, Felipe de Carolis, Felipe Hirsch, Guilherme Weber, Marcelo Medici, Matheus Natchergale, Débora Falabella, João Vitti, Patrícia Gaspar, Yara de Novaes, Cleyde Yaconis, Ligia Cortez, Denise Fraga, Kiko Marques, e outros que certamente não estão aqui devido a minha falta de memória, são algumas das pessoas que fizeram a gentileza de concederem entrevistas e tornar o Aplauso Brasil nesse site que retoma uma parte da produção teatral desses últimos 15 anos, sobretudo dos espetáculos que se apresentam na cidade de São Paulo. Todas as matérias continuam arquivadas (de 2007 à 2017) e podem ser consultadas por curiosos e estudantes.

O percurso em que o site pretende seguir olhando para o seu histórico é continuar perseverando na trilha cultural. Ousamos, cada vez mais, no aspecto multimídia que a plataforma online nos dispõe. Buscamos investimentos, seja em banner, em doações e outros, para continuar desenvolvendo nosso trabalho da melhor maneira possível e com a maior amplitude possível.

Revendo esses 15 anos, tenho a certeza de que escolhi o lugar certo, deixando de lado uma carreira artística promissora pela carreira jornalística e crítica capaz de mapear o pouco de teatro que alcançamos. O que mais me orgulha é saber que conquistei o que é bem difícil: credibilidade e absoluta cumplicidade com a classe teatral.

Há cinco anos exatamente (curiosamente no dia 10 de outubro de 2012) fui demitido do iG e me vi desesperado pensando em desistir do site, mas o carinho com que vocês me incentivaram e o apoio de Célia Forte, Selma Morente, Ivam Cabral e Danilo Santos de Miranda converteram o fim da jornada no início de outra mais independente e completa, foi então que pude me dedicar a um projeto engavetado por 10 anos e criar o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro que hoje, passado pouco mais de cinco anos, tornou-se referência entre a classe.

Termino (obviamente às lagrimas) agradecendo a todos vocês que me apoiam todos os dias e que curtem minha página, curtem as críticas, resenhas, artigos e matérias publicadas no site por mim e pelos meus colaboradores (Fernando Pivotto, Kyra Piscittelli, Luís Francisco Wasilevski e Mauricio Mellone).

Evoé e que os Deuses do teatro salvem a todos nós!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, preencha seu nome

*