‘‘GUANABARA CANIBAL’’ ESTREIA NO SESC 24 DE MAIO E TRATA DO NASCIMENTO DO RJ E A SITUAÇÃO INDÍGENA

0
163
Guanabara Canibal. Foto: Julio Ricardo

SÃO PAULO – Guanabara Canibal faz temporada inédita em São Paulo, no SESC 24 de maio,  de 20 de janeiro a 18 de fevereiro. Com direção de Marco André Nunes e texto de Pedro Kosovski, a peça investiga o surgimento da cidade do Rio de Janeiro e leva para o palco a discussão sobre a questão indígena atualmente.

Guanabara Canibal dá continuidade à investigação cênica e dramatúrgica da história da cidade do Rio de Janeiro, que teve início com o espetáculo Cara de Cavalo, em 2012, sobre a extinta favela do Esqueleto, atual UERJ, nos anos 60; e seguiu com Caranguejo Overdrive, em 2015, sobre o antigo mangue que foi aterrado no final do século XIX, atual Praça XI.

Nesta nova peça, a Aquela Cia. retorna às origens ao olhar para a fundação da cidade, tendo como referência para a construção da dramaturgia a literatura quinhentista, que inclui os relatos dos cronistas franceses Jean de Lery e André Thevet, que acompanharam a formação da colônia França-Antártica, no Rio de Janeiro, e o poema De Gestis Mendi de Saa(Feitos de Mem de Sá), do padre José de Anchieta, que narra a ofensiva portuguesa contra os tupinambás e ocupação francesa na cidade.

Aquela Cia.

Em 2005, Marco André Nunes e Pedro Kosovski fundaram a Aquela Cia. e vêm desenvolvendo, ao lado de outros artistas, uma linguagem cênica própria e uma dramaturgia inédita. Entre as encenações mais recentes, destacam-se “Outside: um musical noir” (2011), indicado aos prêmios Shell, APTR e Questão de Crítica; “Cara de Cavalo” (2012), indicado aos prêmios Shell Questão de Crítica; “Edypop” (2014), indicado aos prêmios Questão de Crítica e Cesgranrio e “Laio e Crísipo” e “Caranguejo Overdrive” premiado em diversas categorias do Shell, APTR, Cesgranrio e Questão de Crítica.

 

Ficha Técnica

Direção: Marco André Nunes

Texto: Pedro Kosovski

Atores: Carolina Virguez, Matheus Macena, Reinaldo Junior, João Lucas Romero e Zaion Salomão

Direção Musical: Felipe Storino

Iluminação: Renato Machado

Instalação Cênica: Marco André Nunes e Marcelo Marques

Figurino: Marcelo Marques

Visagismo: Joseff Cheslow

Produção Executiva: Aline Mohamad | MS Arte & Cultura

Produção Geral: Núcleo Corpo Rastreado

Idealização: Aquela Cia.

 

 

Serviço

 

Guanabara Canibal

Datas: 20 de janeiro a 18 de fevereiro de 2018

Horários: sextas, 21h; sábados, 18h e 21h (exceto dia 20, apenas às 21h), domingos, 18h, feriados: quinta, 25 de janeiro, 14h e 18h; 12 e 13 de fevereiro (segunda e terça), 18h.

Local: Teatro – 1º subsolo (216 lugares)

Ingressos: R$ 30 (inteira); R$ 15 (meia: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência); R$ 9 (credencial plena: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).

Ingressos à venda a partir de 19/12, às 18h, no portal sescsp.org.br e 20/12, às 17h30, nas bilheterias das unidades da rede Sesc SP. Venda limitada a 4 ingressos por pessoa.

Duração: 80 minutos

Classificação: 14 anos

 

 

 

SESC 24 DE MAIO

Rua 24 de Maio, 109, Centro, São Paulo

Fone: (11) 3350-6300

 

Horário de funcionamento da unidade:

Terça a sábado, das 9h às 21h.

Domingos e feriados, das 9h às 18h.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, preencha seu nome

*