MICHEL FERNANDES RECOMENDA: UM TEATRO-CONCERTO IMPERDÍVEL

0
520

SÃO PAULO – Imaginem vocês juntar no mesmo palco Nathalia Timberg e Clara Sverner num espetáculo em que a potência técnica e a sensibilidade dão o tom da alma de Chopin que é sua música. O Teatro Porto Seguro presenteia o publico com três únicas apresentações (1, 2 e 3 de dezembro) de Chopin ou o Tormento do Ideal, texto de Philippe Etesse adaptado e dirigido – com a elegância e sofisticação que lhe são peculiares – por José Possi Neto.

Em cena, um piano de calda do lado esquerdo do palco e do lado direito uma poltrona, uma mesa e alguns objetos como se fosse a sala de Chopin ou o camarim do mesmo, Nathalia Timberg e Clara Sverner promovem um momento inesquecível para a cena brasileira: a junção de um concerto de câmara com trechos escolhidos do romântico Chopin e a excelência da sensibilidade de uma das melhores atrizes brasileiras que narra com sua voz trechos de cartas do próprio Chopin, cartas de George Sand entrelaçadas com declarações e poemas de Musset, Liszt, Baudelaire, Gérard de Nerval e Saint-Pol-Roux fazendo um recorte de 20 anos desse musico em que o peso do cotidiano – Chopin sentia falta de seu lar e não podia voltar para a Polônia devido a ocupação do Império Russo – e o ideal inatingível que perseguia são o foco. Mas são as reações corporais aos acordes do piano que transformam o ato teatral num peculiar evento: cada nota que soa, de interpretação impecável de Clara Sverner, ressoa em cada músculo de Nathalia Timberg.

O espetáculo Chopin ou o Tormento do Ideal é uma aula imperdível do teatro unido à música que recomendo.

 

CHOPIN OU O TORMENTO DO IDEAL – 1º, 2 e 3 de dezembro, sexta-feira e sábado, às 21 horas e  domingo, às 19 horas, no Teatro Porto Seguro. Concepção Original – Philippe Etesse. Tradução – Nathalia Timberg. Direção e Adaptação – José Possi Neto. Elenco – Nathalia Timberg. Piano ao Vivo – Clara Sverner. Assistente de Direção – Renato Forner.  Cenografia – Chris Aizner. Desenho de Luz – Wagner Freire. Figurinos – Miko Hashimoto. Videografismo e Projeções – Alexandre Gonzales. Direção de Produção – Danielle Cabral e Ricardo Grasson.Produção Executiva – Jessica Rodrigues e Victória Martinez. Coordenação de Projetos – Contorno Produções e DCARTE. Realização –  DCARTE e Gelatina Cultural.Assistente de Figurinos – Ana Key Kapaz. Projeto Gráfico – Lucas Sancho. Iluminador– Marcel Rodrigues. Administração e Contratos – EXEDRA Consultoria. Duração – 70 minutos. Espetáculo recomendável para maiores de 14 anos. Ingressos – R$ 80,00 (plateia) e R$ 60,00 (balcão/ frisas).

 

TEATRO PORTO SEGURO – Alameda Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos. Telefone– (11) 3226-7300. Capacidade do Teatro – 496 lugares. Acesso para deficientes físicos (10 lugares para cadeirantes e 5 cadeiras para obesos). Bilheteria – De terça a sábado das 13h às 21h e domingo das 12h às 19h (ingressos à venda pelo site www.ingressorapido.com.br). Aceita todos os cartões de crédito e débito (exceto Cabal, Sorocred e Goodcard).Estacionamento  Estapar – R$ 20,00 (self parking) – Todos os clientes Porto Seguro tem desconto de 50%. Serviço de Vans – O Teatro Porto Seguro oferece vans gratuitas da Estação Luz até as dependências do Teatro.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, preencha seu nome

*