Michel Fernandes

eugravataMichel Fernandes nasceu no dia 14 de janeiro de 1975, em Santo André, região do Grande ABC paulista. Formou-se em 1994 no Teatro-Escola Célia Helena – QPIV – Ator – com o espetáculo “Avoar”, texto e direção de Vladimir Capella. Em 1999, torna-se bacharel em Comunicação Social – Jornalismo pela Fiam (Uni FMU).

Convidado pela atriz Célia Helena para integrar o Núcleo dos Dez, núcleo de estudos em dramaturgia coordenado por Luís Alberto de Abreu, lá conheceu diversos jornalistas, entre eles Marici Salomão e Mário Viana, e decidiu cursar jornalismo, enquanto prosseguia em suas atividades de dramaturgo em parceria com Nelson Baskerville (com início em 1995, na Revista Musical “É Só Isso, Presidente?)” e em sua atividade como assistente de professor de interpretação do Teatro-escola Célia Helena.eutps

Logo que se formou, seu professor-orientador do Trabalho de Conclusão de Curso, Cláudio Júlio Tognolli, o indicou ao jornalista Leão Serva, então diretor de conteúdo do primeiro portal de Internet gratuita, o iG. No dia 21 de fevereiro de 2000, iniciou sua carreira como crítico de teatro do iG.

Em 2001, volta a exercer a função de dramaturgo, a convite da formanda em Direção Teatral na ECA/ USP, Gláucia Felipe, no processo colaborativo que gerou o espetáculo “Pequeno Ballet das Imperfeições”.

Em outubro de 2002, nasceu o site Aplauso Brasil, convite da banda larga do iG, um dos primeiros dedicados ao teatro brasileiro e, em 2004, entra para a APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte).

eunvO produtor Celso Curi o informou sobre um teste com a Din A 13 Tanzcompany, companhia mista de dança alemã que tinha em seu casting bailarinos com e sem deficiência física (Michel é cadeirante), e ele entrou para o espetáculo alemão “Via Sem Regra” que estreou em São Paulo, Tuca, em abril de 2005, viajando para a Alemanha em 2006.

micheljohEm 2007, recebeu verba do ProAC (Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo) para realizar a pesquisa “Investigando a Dança das Diferenças”, e, em 2008, ganhou o Prêmio Pesquisador 2008, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, com a pesquisa “Antunes Filho e José Celso Martinez Corrêa: Dois Pólos Opostos do Teatro Sobre a Perspectiva das Críticas de Mariângela Alves de Lima”, disponível no Arquivo Multimeios do Centro Cultural São Paulo.

De 2010 a 2011 assina crítias teatrais do jornal Diário de São Paulo.

Em 2012 cria o PRÊMIO APLAUSO BRASIL DE TEATRO.

Desde então, dedica-se a seu trabalho no Aplauso Brasil, critica teatral e pesquisas, além e colaborações em jornais e revistas em que escreve sobre teatro.

 

Trabalhos como Jornalista Cultural e/ou crítico teatral

 

Colunista cultural e crítico teatral do jornal Diário de São Paulo, desde 2010.

 

Colunista cultural e crítico teatral do Último Segundo/ iG, desde 21 de fevereiro de 2000.

 

Colunista do Jornal de Teatro, 2009-2010.

 

Colaborador do site Estado do Crítico, do Porto – Portugal

 

Colaborador do site MixBrasil.

 

Colaborador da revista ZÉ (editora Cultural – nordeste)

 

Autor

  • 1995- É Só Isso, Presidente?, em parceria com Nelson Baskerville, direção de Nelson Baskerville
  • 1997- As Águas Vão Rolar, em parceria com o Núcleo dos Dez, direção de Nelson Baskerville
  • 1997- Uma Aventura no Planeta Boca, direção de Nelson Baskerville
  • 1998- Jogo da Velha, em parceria com Nelson Baskerville, direção de Atílio Riccó
  • 2001- Pequeno Ballet das Imperfeições, direção de Gláucia Felipe
  • 2006- Tempestade no Espelho, direção de Caio Evangelista
  • 2007- Bordel Neon, direção de Caio Evangelista, Satyrianas

 

Bailarino

  • 2005- Via Sem Regra, de Gerda Kömig, TUCA (Teatro da Universidade Católica) e Galeria Olido
  • 2006- Via Sem Regra, de Gerda Kömig, Rhenania em Köln e Tanzhaus nrw em Düsseldorf (Alemanha)
  • 2007- Michel, vídeo-dança-documentário, direção de Rosário Caltabiano, Paris

Membro de Comissão Julgadora

  • 2004- MAPA Cultural Paulista, Fase Estadual, Categoria Teatro

 

2004

  • 2004- APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) – Teatro
  • 2006- Programa Municipal de Fomento ao Teatro da Cidade de São Paulo
  • 2006- Prêmio Myrian Muniz – Funarte (Fundação Nacional da Arte)
  • 2008- ProAC (Programa de Ação Cultural da Secretaria do Estado de São Paulo) – Circulação Teatral
  • 2012- ProAC (Programa de Ação Cultural da Secretaria do Estado de São Paulo) – Circulação Teatral

2012 Criação do Prêmio Aplauso Brasil de Teato

2013 Colaborador Especial do Projeto Ademar Guerra

2014 Residência do Aplauso Brasil na SP Escola de Teatro

2015 Comissão do edital nº 1 dos Teatros do Município de São Paulo

2015 Crítico convidado ao Coletivo de Críticos da 2ª MITsp

 

Curiosidades

 

Participou, como bailarino, em 2005/ 2006, do espetáculo “Via Sem Regra”, com a cia. alemã DIN A 13 TANZCOMPANY, com apresentações em São Paulo e Alemanha.

 

Membro da Real Academia de Letras – entidade de poetas localizada no Rio Grande do Sul, desde 2005.

 

Desenvolveu a pesquisa “Investigando a Dança das Diferenças”, para a Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, entre São Paulo/ Portugal e Paris, em 2007.

 

Desenvolveu a pesquisa “Antunes Filho e José Celso Martinez: Dois Pólos Opostos e Complementares do Teatro Sob o Ponto de Vista do pensamento da crítica teatral Mariang”