PRÊMIO APLAUSO BRASIL DE TEATRO

Os apresentadores do IV Prêmio foram os atores Marisa Orth e Caco Ciocler. Foto: Patricia Nagano/ Teatro Porto
Os apresentadores do IV Prêmio foram os atores Marisa Orth e Caco Ciocler. Foto: Patricia Nagano/ Teatro Porto

Chegamos à 5ª edição do Prêmio Aplauso Brasil com plena convicção de que nosso objetivo é alcançado a cada vitória,  simbolizadas em nossas cerimônias de        premiação. Estamos  maduros – sem perder a inocência daquele que é apaixonado pelo que faz –, comprometidos com a excelência e cientes  de nossa responsabilidade em expandir o costume de amar a arte teatral.

o mestre do teatro Elias Andreato recebeu homenagem das mãos do produtor e ator Claudio Fontana. Foto: Patricia Nagano/ Teatro Porto
o mestre do teatro Elias Andreato recebeu homenagem das mãos do produtor e ator Claudio Fontana. Foto: Patricia Nagano/ Teatro Porto

 A criação, na edição passada, do que batizamos de VOTO COMPARTILHADO, ou seja, além das indicações e votos públicos, há os votos de duas comissões, trouxe ao Prêmio uma seridade técnica, sem deixar de lado a participação popular que é o estandarte  diferencial do Prêmio Aplauso Brasil.

 

COMISSÃO DE CONSELHO – Formada por pessoas de teatro (artistas e críticos), indica dois artistas por semestre, além do VOTO COMPARTILHADO após a final pública. Formado  por Cassiano Leonardo, Cássio Rodrigo, Edgar de Souza, Fernando Pivotto, José Cetra Filho, Laerte Késsimos, Luís Francisco Wasilewski,  Maria Eugênia de Menezes, Maurício Mellone, Miguel Arcanjo Prado, Nanda Rovere e Simone Zucato.

O diretor Wolf Maia entregou homenagem para a atriz Nathália Timberg. Foto: Patricia Nagano/ Teatro Porto
O diretor Wolf Maia entregou homenagem para a atriz Nathália Timberg. Foto: Patricia Nagano/ Teatro Porto
Os vencedores do "IV Prêmio Aplauso Brasil" posam para foto. Crédito: Foto: Patricia Nagano/ Teatro Porto
Os vencedores do “IV Prêmio Aplauso Brasil” posam para foto. Crédito: Foto: Patricia Nagano/ Teatro Porto

COMISSÃO JULGADORA – Formada por cinco membros – Bia Ramsthaler , Júlio César Dória, Kyra Piscitelli, Luciana Schwinden e Teca Spera -, indicará dois artistas por semestre, depois escolherá os outros dois semifinalistas (o terceiro é o vencedor  da votação  popular, além do VOTO COMPARTILHADO após a final semestral pública,     o voto definidor do vencedor no dia da cerimônia.

VOTAÇÃO PÚBLICA

As indicações e votações de nossos leitores permanece da mesma forma, ou seja, pelowww.aplausobrasil.com.br . Da lista de seis indicados por semestre, quatro são indicados pelas duas comissões. O primeiro dessa lista semestral vai direto para a final, juntamente com os dois, por semestre, escolhidos pela COMISSÃO JULGADORA. A lista da final, com os seis indicados, três por semestre, terá votação pública até o   horário e a data estipuladas pelo Coordenador de Votação. Os cinco primeiros colocados dessa lista final, doravante denominados qualificados, passam a equivaler a pontos, sendo que do 5º ao 3º lugar será equivalente a um ponto cada, o 2º colocado equivalerá a 1,5 pontos e 1º o equivalente a dois pontos.

DINÂMICA COMPARTILHADA

Finda a votação pública final, começa a DINÂMICA COMPARTILHADA propriamente dita. Cada um dos membros da COMISSÃO DE CONSELHO poderá votar num dos cinco candidatos qualificados e será acrescentado um ponto pela comissão e, na sequência, cada um dos membros da COMISSÃO JULGADORA dará, no dia da premiação, seu voto que vale três pontos pela comissão. Da soma de pontos das comissões e da votação pública, conheceremos o vencedor do Prêmio Aplauso Brasil de Teatro.

COORDENADOR DE VOTAÇÃO

Michel Fernandes, criador e Diretor do Prêmio Aplauso Brasil, a coordenação da votação, responde pela organização, comunicação e execução das três instâncias das  votações.

OBS.: EM CASO DE EMPATE A COMISSÃO JULGADORA E O COORDENADOR DE VOTAÇÃO TEM SOBERANIA PARA O “VOTO-DE-DESEMPATE”

SOBRE AS CATEGORIAS

Em todas as categorias é OBRIGATÓRIO um mínimo de 10 apresentações na cidade de São Paulo. Em caso de espetáculos que fazem, pela primeira vez, temporada na capital paulista, e cuja estreia foi em outro município ou em estado, devem ter o mínimo de 08 apresentações em São Paulo, além de 10 sessões em turnês anteriores.

MELHOR ESPETÁCULO DE GRUPO

Só podem concorrer nessa categoria espetáculos de grupos com o MÍNIMO de dois espetáculos produzidos, além de grupos oriundos de escolas de formação de atores teatrais que forneçam DRT.

É OBRIGATÓRIO que 100% da equipe tenha DRT

Grupos que não comprovem as exigências acima serão DESCLASSIFICADOS sendo aos candidatos sequenciais outorgada a indicação.

MELHOR ESPETÁCULO DE PRODUÇAO INDEPENDENTE

Nessa categoria serão avaliados apenas espetáculos realizados por produtores desvinculados de companhias teatrais e que não sejam musicais.

 

MELHOR ESPETÁCULO MUSICAL

Concorrem espetáculos de teatro musical com músicas compostas para ele ou não; originais brasileiros e versões brasileiras, franqueados ou não, de musicais estrangeiros.

MELHOR ARQUITETURA CÊNICA

Concorrem aqui cenografias originais elaboradas para TODAS as três categorias de espetáculos habilitados a competir.

Ambientações cênicas e realização em espaços alternativos que dialoguem com o espetáculo também são pontos válidos para a escolha na categoria.

 

MELHOR FIGURINO

Concorrem aqui figurinos originais elaboradas para TODAS as três categorias de espetáculos habilitados a competir.

MELHOR ILUMINAÇÃO

Concorrem aqui desenhos de luz originais elaboradas para TODAS as três categorias de espetáculos habilitados a competir.

MELHOR TRILHA ORIGINAL

Concorrem aqui trilhas sonoras originais elaboradas para TODAS as três categorias de espetáculos habilitados a competir.

 

MELHOR DRAMATURGIA

Concorrem textos nacionais inéditos criados para TODAS as três categorias de espetáculos habilitados a competir.

MELHOR DIRETOR

Concorrem aqui diretores de QUAISQUER uma das três categorias de espetáculos habilitados a competir.

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Concorrem aqui atores de QUAISQUER uma das três categorias de espetáculos habilitados a competir.

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Concorrem aqui atrizes de QUAISQUER uma das três categorias de espetáculos habilitados a competir.

MELHOR ATOR

Concorrem aqui atores de QUAISQUER uma das três categorias de espetáculos habilitados a competir.

MELHOR ATRIZ

Concorrem aqui atrizes de QUAISQUER uma das três categorias de espetáculos habilitados a competir.

MELHOR ELENCO

Concorrem elencos de QUAISQUER uma das três categorias de espetáculos habilitados a competir.

DESTAQUE

Essa categoria é exclusiva aos projetos e instituições de artes cênicas.