Arquivo da tag: prêmio

Bárbara Paz e Luiza Lemmertz recebem Zé Celso e Antunes Filho em encontro histórico

Kyra Piscitelli, do Aplauso Brasil (kyra@aplausobrasil.com)

OS DIRETORES HOMENAGEADOS: ANTUNES FILHO E JOSÉ CELSO MARTINEZ CORRÊA

OS DIRETORES HOMENAGEADOS: ANTUNES FILHO E JOSÉ CELSO MARTINEZ CORRÊA

SÃO PAULO – A cerimônia de entrega da 2ª edição do Prêmio Aplauso Brasil promoveu um encontro histórico para o teatro brasileiro. No dia 14 de abril de 2014,pela primeira vez junto no mesm palco, os encenadores paulistas Antunes Filho, do Grupo Macunaíma/ Centro de Pesquisa Teatral (CPT), e José Celso Martinez Corrêa, o  Zé Celso, do Teatro Oficina Uzyna Uzona, que, segundo o editor do Aplauso Brasil, Michel Fernandes, sãopolos opostos e complementares que trouxeram superioridade ao teatro brasileiro”, subiram ao palco do Theatro São Pedro para receberem o troféu Homenagem Especial das mãos da apresentadora da premiação, a atriz Bárbara Paz, e a anfitriã da categoria, a atriz Luiza Lemmertz.

É raro Antunes aparecer no palco ou até mesmo vê-lo em estreias das suas próprias direções. Tê-lo no prêmio foi muito especial, ainda mais por que o pessoal do CPT estava viajando à trabalho e ele ficou só em São Paulo.

Zé Celso também não sai por qualquer coisa não. É seletivo e como sempre não desperdiça quando lhe dão um microfone na mão. Tem e muito a falar e a ensinar.

Outra curiosidade é que Bárbara Paz  revelou a Zé Celso, no palco do prêmio, que estava com pneumonia e mesmo queimando em febre estava lá. “O teatro é vivo, Zé! O Teatro recupera a gente!”, disse emocionada atriz.

A história do teatro anda com esses dois grandes mestres ( sim, essa palavra vai aparecer repetidas vezes no texto). Eles marcaram e, graças aos deuses do teatro, ainda marcam a história da cidade e do Brasil.

Na homenagem foram lembradas duas montagens importantes dos dois: O Rei da Vela, montagem dirigida por José Celso Martinez Corrêa, e Macunaíma, de 1978, dirigida por Antunes Filho.

Luiza Lemmertz, que foi entregar a homenagem aos dois, fez um discurso bonito e carinhoso, para um momento que considera único na carreira:

“Eu estou muito honrada de entregar esse prêmio para esses dois homens que fazem parte da minha vida. Eu trabalhei com os dois e hoje eu me sinto aqui entregando a eles em nome de todas as gerações de atores e artistas que trabalharam com eles, e em nome de todas as gerações de pessoas que puderam assistir as suas obras de arte.”

ANTUNES FILHO, LUÍZA LEMMERTZ E ZÉ CELSO NO 2º PRÊMIO  APLAUSO BRASIL DE TEATRO

ANTUNES FILHO, LUÍZA LEMMERTZ E ZÉ CELSO NO 2º PRÊMIO APLAUSO BRASIL DE TEATRO

Já no palco, Antunes pegou o microfone e Zé Celso junto. Abraçados, o diretor do CPT disse: “Obrigado, Obrigado!!! E o fundamental para mim é que estamos juntos”. Depois, brincou com Zé e saiu logo do palco.

Zé Celso, então, atendendo a um pedido de Bárbara cantou: “Paz, amor e paz e muito mais…e humor, amor….”

E logo em seguida, ao seu melhor estilo, desandou a dizer sobre o que pensa do teatro.

Diz que se sente feliz em estar lá: “fazendo ligações” com novas pessoas, artistas. E que o Oficina vive um momento difícil. “Nós estamos passando por um momento dificílimo, estamos com o caixa ZERO e 60 pessoas trabalhando”. E destila: “a gente tem que trabalhar tanto hoje para conseguir sobreviver, mas sobreviver não basta porque tem que ir mais longe, tem que SUPERviver e a arte é uma coisa “transhumana”, exige um esforço fora do comum”.

Zé também critica a crítica que não vai ver seus espetáculos. Superlativo, ele não economiza nas palavras e chama o brasileiro para a sua cultura, a valorizar e se ligar por meio da arte: nós (Oficina) estamos fazendo musical e pretendemos comer o musical americano. Musical brasileiro é muito mais interessante. Ainda mais que a gente traz em cena rituais indígenas, rituais africanos … música pop, música brasileira”.

Então, chama o Michel para fazer uma pergunta: “Por que a crítica não vai ver os espetáculos do Oficina? E Michel não só responde que vai como recomenda: “Por que a crítica não vai ver os espetáculos do Oficina?  Eu vou”! Para mim são os que mais me ensinam e são os mais completos. Todo mundo que gosta realmente de teatro tem que assistir o CPT e o Oficina.”

E Zé emenda: “Tem uma coisa importante que eu e o Antunes fazemos: a gente trabalha com essa geração (aponta para a plateia jovem). A maioria são jovens”. Então, aproveita para alfinetar a crítica de novo: “Homenagem não quer dizer nada. Homenagem é uma homenagem. É muitas vezes uma coisa que você agradece e tudo mais, mas não adianta nada se não vê  o trabalho atual que  estamos fazendo….”, diz convocando todos.

Zé termina sua fala criticando o fato de não ter espaço para o teatro na Copa: “O poder tem inveja do teatro! Por isso que nessa Copa não vai acontecer nada, só vai ter Copa, por que  o teatro é uma força muito grande e acho que a gente deve praticar isso juntos. O nosso Brasil depende muito do teatro, nós do teatro temos muito para dar, o teatro realmente tem um poder muito forte”, afirma com voz forte.

Avisa a todos que ele está “grávido” e feliz de estar com 77 anos produzindo como quando começou aos 20.

Esse é o Zé Celso. Mais contido é o Antunes. Isso é histórico, é história, é teatro!

Evoé!

ASSISTA AGORA O VÍDEO DA ENTREGA DA CATEGORIA  HOMENAGEM ESPECIAL

Aplauso Brasil ganha troféu Inspiração do Amanhã da Cia Loucos do Tarô

Kyra Piscitelli, do Aplauso Brasil (kyra@aplausobrasil.com)

Aplauso Brasil é homenageado com troféu "Inspiração do Amanhã". Na foto parte da equipe do site: Felipe Paulino; Michel Fernandes; Kyra Piscitelli; Nanda Rovere (da esq. para dir.). Foto: Patricia Mannaro

Aplauso Brasil é homenageado com troféu “Inspiração do Amanhã”. Na foto parte da equipe do site: Felipe Paulino; Michel Fernandes; Kyra Piscitelli; Nanda Rovere (da esq. para dir.). Foto: Patricia Mannaro

São Paulo – O evento Inspiração do Amanhã reuniu personalidades do teatro, da música, do cinema e de entidades sócio-culturais para uma homenagem, na última terça-feira (08/04). O encontro reúne arte com trabalho social. Como entrada, cada convidado deveria levar um ovo de páscoa para ser doado à caridade.

Para o Aplauso Brasil foi uma honra ser homenageado ao lado de grandes nomes como Marina Lima, Letícia Navas, Fernanda Rodrigues, Rosa Maria, Toni Garrido, Igor Rickli, Teatro Oficina, entre outros nomes. Continue lendo

ATENÇÃO: Você tem até às 23h59 de 08/ 12 para indicar seus favoritos, pelo 2º semestre, ao Prêmio Aplauso Brasil de Teatro 2013T

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com.br)

TROFÉU DO PRÊMIO APLAUSO BRASIL DE TEATRO - DESENHO DE FERNANDO CASTIONI

TROFÉU DO PRÊMIO APLAUSO BRASIL DE TEATRO – DESENHO DE FERNANDO CASTIONI

SÃO PAULO – Chegou a hora de indicar seus artistas de teatro favoritos para concorrer a uma das cinco vagas para a semi-final do Prêmio Aplauso Brasil de Teatro 2013. Podem concorrer artistas e espetáculos profissionais que tiveram seus trabalhos em cartaz no 2º semestre de 2013, independente da data oficial da estreia, menos os que já estiveram entre os semi-finalistas pelo 1º semestre (VEJA AQUI A LISTA).

São 14 categorias e os mais votados em cada uma delas estarão na lista da segunda semi-final.

Lembre-se que os indicão são escolha exclusiva de vocês, portanto SÓ CONCORRE AQUELE QUE MOBILIZAR MAIS GENTE PARA INDICÁ-LO.

INDIQUE AO LADO OU CLIQUE AQUI.

Bibi Ferreira recebe Prêmio Aplauso Brasil neste sábado

Kyra Piscitelli, do Aplauso Brasil (kyra@aplausobrasil.com.br)

A diva do teatro Bibi Ferreira. Foto: William Aguiar/Divulgação

A diva do teatro Bibi Ferreira. Foto: William Aguiar/Divulgação

SÃO PAULO – O nosso querido  jornalista e crítico teatral Michel Fernandes terá a honra de entregar o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro 2012 para a grande Bibi Ferreira. A artista ganhou na categoria destaque, por seus 90 anos de vida. O prêmio será entregue no próximo sábado (30),  após o espetáculo Bibi Canta e Conta Piaf , no Teatro Frei Caneca.

O Prêmio Aplauso Brasil de Teatro é um reconhecimento do público, já que é quem escolhe os concorrentes e vencedores. O Troféu entregue à diva foi desenhado pelo artista plástico Fernando Castioni e confeccionado pelos alunos da SP Escola de Teatro.

O Aplauso Brasil tem muito orgulho desse momento e por isso queremos partilha-lo com o nosso leitor.

O Prêmio Aplauso Brasil de Teatro 2013 está a todo vapor. A votação para os melhores do primeiro semestre já aconteceu. No segundo semestre, novos espetáculos se reunirão a essa lista para a votação dos vencedores do ano. Fique de olho!

Veja os indicados do Prêmio Aplauso Brasil de Teatro 2013 do primeiro semestre.

1º Prêmio Aplauso Brasil de Teatro integra dia de celebrações na SP Escola de Teatro

Redação do Aplauso Brasil (redacao@aplausobrasil.com.br)

APLAUSOPREMIOFLYERSÃO PAULO – O Prêmio Aplauso Brasil de Teatro encerra na próxima segunda-feira, dia 27 de maio, um evento realizado na Sede Roosevelt da SP Escola de Teatro que comemora o teatro e terá 4 atividades.

Às 19 horas, o crítico de teatro e jornalista Jefferson Del Rios lança o livro “O Teatro de Victor Garcia – A Vida Sempre em Jogo” (Edições SESC), 20h será a vez do lançamento da Revista A[L]BERTO, 20h30 a atriz Maria Alice Vergueiro recebe o Prêmio SP Escola de Teatro  e, encerrando a noite festiva, às 21h, o ator Bruno Fagundes comanda a cerimônia de entrega da primeira edição do Prêmio Aplauso Brasil de Teatro.

Com votos exclusivos e abertos ao público leitor do site Aplauso Brasil – www.aplausobrasil.com.br – , do jornalista, crítico teatral e escritor Michel Fernandes, desde as indicações que colocaram os cinco mais votados na lista dos finalistas, até o resultado final, atualizado em tempo real, gerou um excitante duelo entre os votantes, jurados exclusivos do Prêmio.

“No curso das votações (cerca de 15 dias) destaco as viradas empolgantes das categorias MELHOR ESPETÁCULO DE GRUPO (o espetáculo Mormaço, do Núcleo Experimental, saiu vantajosamente na frente, mas quem leva a estatueta, de virada, é Toda Nudez Será Castigada, do  Grupo Macunaíma/ CPT), MELHOR ESPETÁCULO MUSICAL (Cabaret, Chaim e Claudia Raia, saiu na frente, mas Priscilla, a Rainha do Deserto, da GEO e Almali Zraik, ganhou),  MELHOR ATOR (essa foi a disputa mais acirrada, Antonio Fagundes, por Vermelho, ganhou por quatro votos de Thiago Lacerda, por Hamlet), ATRIZ (Claudia Raia, estrela de Cabaret, passou à frente de Mariana Terra, de Nise, Senhora das Imagens, que se recuperou e ganhou), MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL (até o último instante Miguel Briamonte, por Amigas, Pero no Mucho, e João Carlos Assis Brasil, por Nise, Senhora das Imagens, disputaram voto a voto, mas o segundo venceu), entre outras categorias que disputaram voto a voto até o final das votações, em  31 de dezembro”, conta Michel Fernandes.

O Programa Vivo EnCena, da Vivo, que tem gestão de Marcelo Romoff e curadoria artística de Expedito Araujo, receberá o troféu em homenagem ao trabalho importante que desenvolveram apoiando diversos espetáculos teatrais na cidade de São Paulo. Continue lendo

Confira os vencedores da Associação de Produtores Teatrais do Rio de Janeiro

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Palácio do Fim", Melhor Espetáculo de 2011, segundo Prêmio APTR - foto de Guga Melgar

RIO DE JANEIRO – Dividido em 12 categorias, o Prêmio da Associação de Produtores Teatrais do Rio de Janeiro (APTR) contemplou os espetáculos que estrearam na Cidade Maravilhosa no ano passado.

CONFIRA LISTA DOS VENCEDORES DO PRÊMIO APTR 2011

Autor: Felipe Rocha (Ninguém Falou Que Seria Fácil)

Direção: Monique Gardenberg (Inverno da Luz Vermelha)

Cenografia: Daniela Thomas (Inverno da Luz Vermelha)

Figurino: Emília Duncan (A Escola do Escândalo)

Iluminação: Maneco Quinderé (Palácio do Fim)

Ator: Charles Fricks (O Filho Eterno)

Atriz: Dani Barros (Estamira)

Ator Coadjuvante: Jorge Caetano (Outside)

Atriz Coadjuvante: Analu Prestes (Um Dia Como os OutrosMulheres Sonharam Cavalos)

Especial: Projeto Galpão Gamboavista

EspetáculoPalácio do Fim

Música: Felipe Estorino (Outside).

Confira a lista dos vencedores do Prêmio Shell de Teatro de São Paulo 2011

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"O Jardim", da Cia. Hiato, vencedora em duas categorias

SÃO PAULO – Na noite da última terça-feira, os espetáculos que estrearam na temporada de 2011 receberam seus devidos destaques, conforme a comissão julgadora – formada por Alexandre Mate (professor e pesquisador teatral), Valmir Santos (jornalista),    Marici Salomão (autora teatral e jornalista), Mario Bolognesi (professor e pesquisador de teatro) e Noemi Marinho (atriz, dramaturga e diretora) – do Prêmio Shell de Teatro que revelou os vencedores do mesmo.

Autor: Leonardo Moreira por O Jardim.

Diretor: Nelson Baskerville por Luis Antonio – Gabriela

Atriz: Roberta Estrela D’Alva por Orfeu Mestiço – Uma Hip-Hópera Brasileira Continue lendo

Prêmio Portugal Telecom comemora 10 anos com reformulação das categorias e aumento do Prêmio

Inscrições para a edição deste ano entre 3 e 25 de Março

Chico Buarque um dos vencedores do Prêmio Portugal Telecom

O Prêmio Portugal Telecom de Literatura em Língua Portuguesa comemora 10 anos em 2012 e reformulou o seu regulamento, passando a premiar três categorias: Romance, Poesia e Conto/Crônica. A avaliação dos livros concorrentes por categorias privilegia e promove a diversidade dos gêneros literários já que, ressaltando as modalidades textuais pertencentes a cada um deles, valoriza suas características singulares e amplia a visão comum a respeito da literatura lusófona. Nem por isso, deixa de distinguir um grande vencedor, com a escolha, simultânea e entre os três ganhadores, do Grande Prêmio de 2012.

O Valor distribuído em prêmios também aumentou passando do total de R$ 150 mil para R$ 200 mil, dividido da seguinte forma:

Premiação
Prêmio Portugal Telecom Romance = R$ 50 mil reais
Prêmio Portugal Telecom Poesia = R$ 50 mil reais
Prêmio Portugal Telecom Conto ou Crônica = R$ 50 mil reais
Grande Prêmio Portugal Telecom 2012 = + R$ 50 mil reais

As inscrições começam dia 3 de Março, terminam no dia 25 do mesmo mês e serão feitas no site www.premioportugaltelecom.com.br. Editores e/ou escritores poderão inscrever livros brasileiros com primeira edição no Brasil entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2011. Os livros de outros países lusófonos devem ter a 1ª edição publicada no país de origem entre 1º de janeiro de 2008 e 31 de dezembro de 2011 e terem sido publicados no Brasil em 2011. Continue lendo

Phedra de Córdoba brilha em entrega de 4º Prêmio CPT

Pascoal da Conceição e Phedra de Córdoba

SÃO PAULO – A Diva d’Os Satyros, a cubana Phedra de Córdoba, fala sobre sua chegada ao Brasil pelas mãos do mago das revistas cariocas, Walter Pinto, em 1958. Em seguida, ela interpreta, soberanamente, um poema de Federico García Lorca.

Siga nosso Twitter @aplausobrasil

<a href="[youtube http://www.youtube.com/watch?v=9RIGpaduLVo&w=560&h=315]”>