TEATRO EM FESTA: PRÊMIO APLAUSO BRASIL CHEGA A SUA 5ª EDIÇÃO E DÁ INÍCIO ÀS COMEMORAÇÕES DO SITE QUE ORIGINOU O PRÊMIO

1
2466

SÃO PAULO – No próximo dia 11, uma terça-feira, às 20h, no palco do Teatro Porto Seguro, os atores Marcelo Médici e Marisa Orth comandam a cerimônia que marca o quinto aniversário do Prêmio Aplauso Brasil de Teatro, criado pelo site Aplauso Brasil (www.aplausobrasil.com.br) para celebrar a todos os profissionais das artes do palco. Em outubro, o site completa 15 anos de existência e dá início oficial à comemoração com a  festa da premiação.

“Começamos 2017 em festa. Cinco anos de Prêmio. Sem patrocínio, mas com  parceiros que fazem tudo acontecer. Comprometimento, amor, fé no caminho que segue, movimentam o site e o prêmio. São os ingredientes indispensáveis, pelo menos pra mim, pra solidificar um Artista, um Ser Humano. Essa é a realidade do site Aplauso Brasil que há 15 anos conta com colaboradores que amam escrever para nós, com o apoio imprescindível do SESC SP – um dos principais anunciantes do site – e com parceiros queridos que compram espaço promocional. E temos uma linda trajetória para celebrar. E, sim, aos que chamam nosso trabalho de amador realmente concordo, porque é feito com amor e, mesmo com parcos recursos que impossibilitam de remunerar nossos colaboradores, fazemos mundos e fundos para realizar o melhor possível. O que dignifica nossa comemoração”, afirma Michel Fernandes, criador do site e do prêmio.

Todos os anos premiamos personalidades que contribuíram, e ainda contribuem, em diversos sentidos para o aprimoramento da História do Teatro Brasileiro. Nessa edição os contemplados com o Prêmio Especial são os artistas Etty Fraser, Ivam Cabral, Renato Borghi e Ruth de Souza.

“Etty Fraser, além de ser uma das fundadoras do Teatro Oficina e ter protagonizado, ao lado de Eugênio Kusnet, a lendária montagem de Pequenos Burgueses, realizou a inesquecível campanha da F.A.C.T., de venda de broches com a máscara da tragédia e da comédia, em prol dos atores com HIV, além de suas inesquecíveis criações no teatro, TV e cinema; Renato Borghi, assim como Etty Fraser, um dos fundadores do Teatro Oficina e também protagonista de Pequenos Burgueses tem notória participação para os avanços da dramaturgia contemporânea com a criação  da Mostra de Dramaturgia Contemporânea, no Sesi, além de dirigir e escrever para o teatro; Ruth de Souza que em seus quase 70 anos de carreira rompeu barreiras e deixou campo livre em diversos setores, negra, mulher, de origem humilde, Ruth conseguiu, devido a seu talento e dedicação, alcançar sucesso no teatro, cinema e televisão, sendo a primeira atriz brasileira a receber uma indicação a um prêmio de cinema internacional; e Ivam Cabral, um dos fundadores da Companhia Os Satyros, com carreira em diversos segmentos teatrais, é diretor da SP Escola de Teatro, centro de referência, com modelo pedagógico respeitado internacionalmente, no ensino das artes do palco”, afirma Fernandes.

A partir de 2017, duas novas categorias passam a acrescentar o escopo do Prêmio, o de Melhor Espetáculo Para o Público Infantil e Jovem, o Troféu Menor de Idade, destinado aos espetáculos feitos para o público infantil, cujo prêmio inaugural será entregue à Luiza Jorge, criadora do, agora, Prêmio SP de Incentivo ao Teatro infantil e Jovem, cuja importância é vital para a credibilidade do teatro realizado para as crianças e jovens; quanto à outra categoria, apenas revelaremos no dia da cerimônia.

INDIQUE: CHEGOU SUA VEZ DE INDICAR SEU ARTISTA PREDILETO DO 1º SEMESTRE AO VI PRÊMIO APLAUSO BRASIL

MARISA ORTH

Com direção geral de Ricardo Grasson, o V Prêmio Aplauso Brasil contará com a participação da Orquestra Filarmônica Padre Moye, cujos 45 participantes integram um projeto social de formação de músicos na cidade de Osasco, sob regência do maestro Claudio Marcello.

O número de abertura será com os atores-cantores Amanda Acosta, Cassiano Leonardo, Débora Duboc e William Soares, e, como na edição passada, os espetáculos concorrentes na categoria Melhor Musical, apresentarão seus números: Cartola – O Mundo é um Moinho, com Augusto Pompeu, Flávio Bauraqui e Virgínia Rosa; Cinderella, com Bianca Tadini; Gota D’água, com Laila Garin e Rocky Horror Show, com Marcelo Médici, Felipe Mafra, Jana Amorim.

MARCELO MÉDICI

“A noite pretende ser repleta de emoção e diversão. Só uma reunião de artistas e seu público é capaz de nos recarregar para encarar os tempos caóticos em que estamos imersos”, pontua Michel. “Devemos homenagear os artistas de teatro que tanto lutaram contra o preconceito, que foram perseguidos por uma ditadura militar e pelos olhos turvos de muita gente”, conclui.

A comissão julgadora é formada por Bia Ramsthaler, Júlio César Dória, Kyra Piscitelli, Luciana Schwinden e Teca Spera. A Comissão de Conselho formada por: Cassiano Leonardo, Edgar Olímpio de Souza, Fernando Pivotto, José Cetra Filho, Laerte Késsimos, Luis Francisco Wasilewski, Maria Eugênia de Menezes, Mauricio Mellone, Miguel Arcanjo Prado, Nanda Rovere, Simone Zucato e Vinício Angelici , indicaram dois candidatos nas duas semifinais semestrais. Para completar a “equipe de votação” houve maciça participação do público, das indicações ao vencedor pelo Voto Popular.

“A equipe do Teatro Porto Seguro nos fez sentir parte de uma família na edição passada. Além de todos os equipamentos técnicos de ponta que são disponibilizados e, sobretudo, com a acessibilidade tanto às pessoas que, como eu, têm mobilidade reduzida, quanto ao sistema de vans que o Teatro oferece, possibilitando acesso confortável aos que dependem do transporte público, é uma dádiva termos a cessão do Teatro Porto Seguro. Agradeço desde já à equipe que torce pelo Prêmio, aos queridíssimos André Acioli e Marco Griesi ”, afirma Michel Fernandes, idealizador do site e do Prêmio Aplauso Brasil.

Ficha Técnica:

Mestres de Cerimônia: Marcelo Médici e Marisa Orth. Direção Geral: Ricardo Grasson. Direção Musical e Regência: Claudio Marcello Participação da Orquestra Filarmônica Padre Moye. Trilha Original: Jonatan Harold. Roteiro: Marcelo Médici, Marisa Orth, Gilberto Muniz e Michel Fernandes. Atores-cantores: Amanda Acosta, Cassiano Leonardo, Débora Duboc, William Soares, Augusto Pompeu, Flávio Bauraqui, Virgínia Rosa, Bianca Tadini, Laila Garin, Marcelo Médici, Felipe Mafra, Jana Amorim, Marcel Octávio, Nicola Lama e Thiago Garça. Direção de Palco: Samuel Carrasco e Yasmim Mansur. Assistente de Palco: Rafael Baraldi. Hostess: Bruno Bianchi e Larissa Idalgo. Fotografia Oficial: Leekyung Kim. Edição de Vídeos: Karla Lira. Troféu: Fernando Castion (desenho) e Artistas-aprendizes do curso  de Técnicas do Palco da SP Escola de Teatro (realização) sob orientação  de J.C. Serroni e Viviane Ramos. Logotipo: Eduardo Salustiano. Comissão de Conselho: Cassiano Leonardo, Edgar Olímpio de Souza, Fernando Pivotto, José Cetra Filho, Laerte Késsimos, Luis Francisco Wasilewski, Maria Eugênia de Menezes, Mauricio Mellone, Miguel Arcanjo Prado, Nanda Rovere, Simone Zucato e Vinício Angelici. Comissão Julgadora: Bia Ramsthaler, Júlio César Dória, Kyra Piscitelli, Luciana Schwinden e Teca Spera. Direção de Produção: Ricardo Grasson/Gelatina Cultural. Produção Executiva: Cassiano Leonardo. Assistente de Coordenação: Gilberto Muniz. . Coordenação e Realização: Aplauso Brasil/ Michel Fernandes.

V PRÊMIO APLAUSO BRASIL DE TEATRO

Dia 11 de julho, terça-feira, às 20 horas.

Ingressos: gratuitos (confirmar até 23h do dia 05/07 e retirar no dia na bilheteria do teatro com 1 hora de antecedência 1 ingresso por pessoa).

Classificação: Livre.

Duração: 110 minutos.

 

TEATRO PORTO SEGURO

Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo.

Telefone (11) 3226.7300.

Bilheteria: Terça às 19h.

Capacidade: 508 lugares.

Acessibilidade: 10 lugares para cadeirantes e 5 cadeiras para obesos.

Estacionamento no local: Estapar R$20,00 (self parking) – Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto.

Serviço de Vans: TRANSPORTE GRATUITO ESTAÇÃO LUZ – TEATRO PORTO SEGURO – ESTAÇÃO LUZ. O Teatro Porto Seguro oferece vans gratuitas da Estação Luz até as dependências do Teatro. COMO PEGAR: Na Estação Luz, na saída Rua José Paulino/ Praça da Luz/Pinacoteca, vans personalizadas passam em frente ao local indicado para pegar os espectadores. Para mais informações, contate a equipe do Teatro Porto Seguro.

Happy Hour Restaurante Gemma – quartas, quintas e sextas das 17h às 21h.

 

Site: www.aplausobrasil.com.br

Facebook: facebook.com/aplausobrasil

Instagram: @aplausobr/ #premioaplausobrasil

Twitter: @aplausobrasil

 

 

INDICADOS E OS VENCEDORES PELO VOTO POPULAR.

FINAL POPULAR – MELHOR ILUMINAÇÃO

Lucianno Maza por “Kiwi”

César de Ramires por “Gabriela, um musical”

Aline Santini por “Fim de Partida” e “Cabras- Cabeças que voam, Cabeças que rolam”

Wagner Antônio por “Gota D’Água [a seco]”

Maneco Quinderé por “Jim”
VENCEDOR VOTO POPULAR

FINAL POPULAR – MELHOR FIGURINO

Gabriel Vilela por “Peer Gynt” e “Esperando Godot”

Gloria Kalil por “Gata em Telhado de Zinco Quente”

Marcio Medina por “Cabras- Cabeças que voam, Cabeças que rolam”

Lino Villaventura por “Adeus, palhaços mortos!”

Fábio Namatame por “My Fair Lady”

Rosângela Ribeiro por “Fim de Partida”
VENCEDOR VOTO POPULAR

FINAL POPULAR – MELHOR ARQUITETURA CÊNICA

Daniela Thomas e Felipe Tassara por “A Tragédia Latino-Americana”

Aurora dos Campos por “O Homem Elefante”

Nicolás Boni por “My Fair Lady”

André Cortez por “Gota D’Água [a seco]” e “O pai”

Marcio Vinicius por “Sobre Ratos e Homens”
VENCEDOR VOTO POPULAR

FINAL POPULAR – MELHOR TRILHA SONORA

Tadeu Mallamam por “Sínthia”

Felipe Storino por “Nós”

Ricardo Severo por “Um dez cem mil inimigos do povo”

Dr. Morris por “Kiwi” e “O Homem Elefante”

Daniel Maia por “A última dança”
VENCEDOR VOTO POPULAR

FINAL POPULAR – MELHOR DRAMATURGIA

Alexandre Dal Farra por “Abnegação III- Restos”

Jô Bilac por “Fluxorama”

Vinicius Calderoni por “Os Arqueólogos”

Victor Nóvoa por “Verniz Náutico para tufos de cabelo”

Leonardo Cortez por “Sala dos Professores”

FINAL POPULAR – MELHOR DIREÇÃO

Rodolfo Gárcia Vázquez por “Pessoas Sublimes”

Maria Thais por “Cabras- Cabeças que voam, cabeças que rolam”

Kiko Marques por “Sínthia”

Rafael Gomes por “Gota D’Água [a seco]”

José Roberto Jardim por “Adeus, palhaços mortos!” 
VENCEDOR VOTO POPULAR

FINAL POPULAR – MELHOR ELENCO

“Os Realistas” (Debora Bloch, Emílio de Mello, Fernando Eiras e Mariana Lima)

“Abnegação III- Restos” (Alexandra Tavares, Amanda lyra, André Capuano, Antônio Salvador, Clayton Mariano, Ligia Oliveira e Vitor Vieira)

“Fluxorama” (Juliana Galdino, Luiz Henrique Nogueira, Caco Ciocler e Marjorie Estiano)

“O Homem Elefante” (Daniel Carvalho Faria, Davi de Carvalho, Regina França e Vandré Silveira)

“Nós” (Antonio Edson, Chico Pelúcio, Eduardo Moreira, Júlio Maciel, Lydia Del Picchia, Paulo André e Teuda Bara)

“Sala dos Professores” (Carolina Fabri, Marina Vieira, Pedro Haddad, Rodrigo Spina, Wallyson Mota, Laís Marques e Leonardo Cortez)
VENCEDOR VOTO POPULAR

FINAL POPULAR – MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Teca Pereira por “O que terá acontecido a Baby Jane? ”

Bruna Guerin por ”Rocky Horror Show”

Érica Montanheiro por “Histeria”

Giulia Nadruz por “Cinderella, o Musical”

Sophia Valverde por “O que terá acontecido a Baby Jane?”

VENCEDOR VOTO POPULAR

FINAL POPULAR – MELHOR ATOR COADJUVANTE

Zé Carlos Machado por “Gata em Telhado de Zinco Quente”

Sandro Christopher por “My Fair Lady”

Eucir de Souza por “Um berço de pedra”

Ataíde Arcoverde por “Tróilo e Créssida”

Vinicius Teixeira por “Gabriela, Um Musical” 
VENCEDOR VOTO POPULAR

FINAL POPULAR – MELHOR ATRIZ

Laíza Dantas por “Adeus, palhaços mortos!”

Laila Garin por “Gota D’Água [a seco]”

Bárbara paz por “Gata em Telhado de Zinco Quente”

Fabi Bang por “Wicked”

Eva Wilma por “O que terá acontecido a Baby Jane?” 
VENCEDOR VOTO POPULAR

FINAL POPULAR – MELHOR ATOR

Thiago Fragoso por “As Benevolentes- Uma Anatomia do Mal”

Leonardo Fernandes por “Cachorro Enterrado Vivo”

Caco Ciocler por “A Tragédia Latino-Americana”

Ando Camargo por “Sobre Ratos e Homens”

Eriberto Leão por “Jim”
VENCEDOR VOTO POPULAR

FINAL POPULAR – DESTAQUE

“Coletivo negro”- pelo repertório- Por Uma Mostra Artística de Militância

Maria Alice Vergueiro pela obra

20 anos do Guia OFF

“Sinhá Zózima” pelo trabalho no Terminal Dom Pedro II com formação de público e por usar linha de ônibus comum para fazer teatro

“Companhia Humbalada de teatro”- pelo projeto Periferia Trans
VENCEDOR VOTO POPULAR

FINAL POPULAR – MELHOR ESPETÁCULO DE GRUPO

“Os Arqueólogos” – Cia. Empório de Teatro Sortido

“Cabras- Cabeças que voam, Cabeças que Rolam”- Cia Balagan

“Adeus, palhaços mortos!” – Cia. Academia de Palhaços

“Nós” – Grupo Galpão

“Canto Para Rinocerontes e Homens”- Teatro Osso 
VENCEDOR VOTO POPULAR

FINAL POPULAR – MELHOR ESPETÁCULO MUSICAL

“Gota D’Água [a seco]”- Sarau Agência

“Rocky Horror Show”- Möeller & Botelho

“Cinderella, o Musical”- Fábula Entretenimento

“Wicked”, Time For Fun- Time For Fun

“Cartola – O Mundo é um Moinho”- Jô Santana

VENCEDOR VOTO POPULAR

FINAL POPULAR – MELHOR ESPETÁCULO DE PRODUÇÃO INDEPENDENTE

“Sobre Ratos e Homens”- Dirigido por Kiko Marques

“O Testamento de Maria”- Dirigido por Ron Daniels

“Blink” – Dirigido por Kleber Montanheiro

“O pai” – Dirigido por Léo Stefanini

“Kiwi” Dirigido por Lucianno Maza
VENCEDOR VOTO POPULAR

Nas categorias Melhor Figurino Melhor Elenco há seis concorrentes devido ao empate entre 5º e 6º lugares

RELEMBRANDO: O JÚRI TÉCNICO COMPARTILHA, EM PONTOS, COM OS VOTOS  POPULARES.

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, preencha seu nome

*